Humor

Penitência

Pois é. Já estou até verde de raiva. Estão até saindo umas minhoquinhas esverdeadas de mim.

Verde de raiva

Depois de quase um mês batalhando em entender como funciona este site, finalmente consegui publicar. Nem me imagino como saiu. Confesso que ainda estou batalhando para acabar de entender tudo. E…pior, verifiquei que ainda tenho muito que aprender se quiser fazer páginas com aquele visual incrível que os aplicativos para usar no site alardeiam. Vixe!

Lembrei daquele trecho daquela música linda do Almir Sater e Renato Teixeira: Só sei que eu nada sei. Sim, já tenho consciência disto. Mas é meio chato de saber, né? E me causa certa tristeza. Afinal lutamos muito para aprender, como no meu “causo”com este site. E não é que nada sei mesmo. Ainda estou engatinhando. Meu Deus!

Também tento me esquecer daquela outra frase de infância: quando eu crescer quero ser…. ai. ai. ai. Sabe nas atuais conjunturas não quero ser nada. Se eu não ficar com dor de cabeça já tá muito bom.