Artwork · Colagens

A estilista do gancho

A estilista do gancho – 
Depois do acidente, e já fazia muito tempo, chegou a ficar bem deprimida. Custou superar o trauma. 
Mas, hoje, está totalmente recuperada e bombando profissionalmente falando. 
E, claro, não pode ser modelo como sempre sonhou. Então procurou se desenvolver como estilista. E não foi nada fácil. Mas acabou dando certo apesar do gancho. Este, aliás, acabou sendo seu grande aliado e assessor. Desde para coisas muito corriqueiras até para as mais complexas. 
Uma das ocasiões em que mais gostava de estar com ele era para apanhar manga no pé. É que a tarefa tornava-se muito simples. Enganchava o talo da manga e dava um puxãozinho. E a manga caía na latinha estrategicamente pendurada no seu pulso. Era uma beleza! Atualmente já quase não apanhava mangas pois não encontrava por perto pomares com mangueiras. 
Mas de todos modos o gancho continuava tendo muitas outras serventias. Ele era bom para enganchar tudo. Ah! não. Menos homem! Esse não dava. Uma pena! Antes fosse possível! Seria muito prático: a mocinha gostou do cara! Vai lá e passa o gancho! Kkkkkk….Simples assim!
Hummm…acho que não daria. Pra este caso teria que ser uma outra ferramenta. Hummm… e acendeu a luzinha amarela de ideia. Já sei. Vai ser meu próximo empreendimento. Uma ferramenta bem prática e de preço acessível. Já imaginou! Seria super requisitada. Tão requisitada que mal daria conta das encomendas. Ficaria milionária! 
Ops! Estava divagando demais. O desfile estava acontecendo e ela como estilista dos modelitos apresentados teria que estar atenta. 
Como sempre, estava anonimamente sentada em meio à platéia. Preferia assim. Poderia tirar suas conclusões imparcialmente. Só depois ouviria e sentiria os demais…
Resulta que no final do desfile todos conclamavam a mentora de tão bonito e exótico desfile. Subiu então às passarelas e desfilou também o modelito que vestia. Foi ovacionada juntamente às outras modelos que logo se juntaram a ela. E a exaltação foi geral.