Blog

A vez do Corona

Sim o Corona é a bola da vez. Está mudando tudo sem nenhum esforço. Sem vergonha.

É certo que estamos sofrendo neste momento os efeitos deletérios por estarmos sem nenhuma atividade física. Nem sequer uma caminhadinha de vez em quando. Só o Corona anda pelas ruas, pelos transportes públicos, pelas igrejas, pelos jardins, pelos asilos, pelos supermercados, pelos hospitais enfim… em todo cantinho por mais escondido que seja. Deve estar muito elegante com este movimento todo. Eh! vida agitada!

Também estamos mais inseguros, tensos e aborrecidos com toda esta letargia de estarmos em casa. E nos sentimos inúteis. Afinal estarmos parados ou nos movimentarmos tão pouco nos dá esta sensação. E não tem jeito. Só o Corona não para.

O pior de tudo é à noite, quando vamos tentar dormir. O sono não vem com facilidade. Pois é, o dia foi aborrecido, menos agitado do que costuma ser. O corpo não está cansado e a cabeça também não. Só estamos aborrecidos. A única preocupação do dia inteiro foi pensar em como fugir dele, o Corona.

Para tentarmos pegar no sono e esquecermos do dito cujo Corona podemos tentar várias coisas. Por exemplo: tentar aquela antiga fórmula de contar carneirinhos. Ai, ai, ai, mas já está fora de moda faz tempo. Bom, pra sermos criativos podemos mudar um pouco a fórmula. De repente podemos começar a contar de trás pra frente. Será que vai funcionar? Hummmmm….. Pensando bem acho que não porque só o fato de termos que nos concentrarmos vai exigir um esforço grande num momento errado. Vamos ficar irritados e….. não, não vai funcionar.

Mas falando em de trás pra frente, podemos pensar em outra coisa: podemos tentar ler um livro ocidental à moda oriental. Sim, porque seria diferente da antiga fórmula de ler um livro de frente pra trás. Hummmm…. Ou outra variante: lermos um livro de ponta cabeça. E´porque tem que ser algo difícil, mas divertido, criativo, para não aborrecer, senão não adianta. E, bom, tudo isto esperando que o Corona não esteja entre as páginas do livro. Seria demais, né?

Que mais poderemos tentar. Hummmmm…. ah! meditação. Tão na moda hoje em dia… o ambiente tem que ser leve, com música suave, baixinha. E o clima tem que ser tipo das montanhas frequentadas pelos monges no Tibet, ou seja: cheirinho de incenso, em posição de lótus e sem TV, sem rádio, sem música, sem mulher, sem cerveja, sem coxinha e sem Corona. Será que dá? Vixe! Ah! Lembrei: o vizinho de cima ronca muito alto. Meditação com ronco de FNM???? Hummmm…. Não. Ademais o Corona vai querer participar. Bom, nem pensar!

Talvez uma ducha quentinha. Mas para ser diferente poderemos tomar nossa chuveirada plantando bananeira. Sim, usar a criatividade e nos divertirmos ao mesmo tempo. Aliás dizem que o saudável é muito saudável ficarmos de vez em quando de ponta cabeça. Então fazer isto durante o banho é uma ótima solução para conseguirmos um efeito relaxante. Beleza! E com a vantagem de que por estarmos de ponta cabeça o Corona não vai nos reconhecer. Plim!!!!! que ideia maravilhosa!

E não é que de tanto pensar em como tentar dormir o sono veio….. Boa noite a todos e ao sr. Corona também.


Siga meu blog

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.